(Relatório do painel)

A diversificação da Família atual e sua influência na educação – Elizabeth Shenker

Os primeiros mediadores da aprendizagem são os pais, seguidos da família, escola e sociedade.

A instituição familiar passa por transformações decorrentes do contexto econômico e social, presente hoje em uma estrutura familiar com novos padrões (pais separados, crianças criadas por avós e outros).

Educar significa desenvolver o potencial de aprendizado, sendo potencial aquilo que a criança traz consigo (sócio-cultural, afetivo, habilidades psicomotoras e cognitivas).

Segundo a teoria de Reuven Feurstein, o aprendizado necessita de um mediador para que se possa efetivar.

Apesar das constantes transformações na família e na escola, estas continuam sendo as primeiras fontes de influência emocional, cognitiva e ética nas crianças.

A creche como parceira da família na educação – Carlos Maldonado

Breve contextualização da qualidade de ensino no Brasil, acentuando que o atual modelo educacional não atende às potencialidades e necessidades das crianças enquanto sujeitos de direito.

O atendimento em creches públicas no Brasil é novo, e no município de Cuiabá tem-se priorizado e investido na educação infantil numa cooperação entre o poder público, sociedade e família, na busca de um novo modelo de atendimento.

O atendimento em creches em Cuiabá está sob a responsabilidade das Secretarias de Bem Estar Social, Saúde e Educação.

Foi aprovada uma lei que cria carreira de profissionais que atuam em creches, com proposta de uma nova profissão, “Paidoscultora”, que compreende profissionais de ensino médio, profissionalizante, superior, mestres e doutores.

Problemas e oportunidades da Educação Infantil nos meios de comunicação – Marcos Fuchs

Breve relato do papel da ANDI, em que o principal objetivo é estimular a qualificação da mídia sobre a temática da criança e juventude e dessa forma veicular informações fidedignas.

Divulga as publicações da ANDI acerca da infância, dando ênfase àquela que aborda a educação infantil: “Cidadania antes dos sete anos”.

A imprensa, de um modo geral, pouco divulga as questões de educação, enfocando mais textos factuais sobre a estrutura física e não as ações educacionais e a formação dos profissionais.

Decorrente do trabalho da ANDI, ocorreu um incremento de cerca de 1000% de matérias referentes às crianças e jovens, sendo em 1996 10.700 matérias, que passaram, em 2003, para 115.782.

Frisa a responsabilidade dos profissionais da imprensa, uma vez que a informação é um bem público, além de ter uma responsabilidade social.

Pontos destacados no debate:

Cuiabá é a 4ª capital do Brasil com maior número de vagas em creches, mas que mesmo assim não atende à demanda local.

Alfabetização precoce (antes dos cinco anos) depende da maturidade da criança.

Interação mediada vai ajudar a criança no aprendizado, conforme a sua capacidade.
Cuiabá desenvolve modelos de Educação Infantis alternativos e com bons resultados.

PATROCINADORES




Associados ASSOCIADOS

Acesse sua conta através de seu e-mail e senha.




INÍCIO|INSTITUIÇAO|CONGRESSOS & OUTROS EVENTOS|FALE CONOSCO

   
© Copyright 2010, SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA

SBP - Sede
R. Santa Clara, 292 
Rio de Janeiro - RJ 
CEP:22041-012  
Fone: 21-2548-1999
Fax: 21-2547-3567

FSBP
R. Augusta, 1939/53 
Sao Paulo - SP   
CEP:01413-000
Fone: 11-3068-8618 / 8901 /
8675 / 8595
Fax: 3081-6892

SBP - RS
R. Carlos Gomes, 328/305 
Porto Alegre - RS   
CEP:90480-000
Fone: 51-3328-9270 / 9520

SBP - MG
Padre Rolim, 123/301 
Belo Horizonte - MG 
CEP:30130-090
Fone: 31-3241-1128 / 1422

SBP - DF
SRTN 702 Conj. P 2106 a 2108
Brasília - DF
CEP: 70719-900
Fone: 61-3327-4927 / 3326-5926